Páginas

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Das amizades sinceras

Eram amigos a muito tempo, pra mais de 16 anos, mas não se viam a pelo menos 9.
A última vez que haviam se falado fora pelo chat do facebook há mais de um ano atrás.
Ele apareceu na cidade, para comemorar o aniversário da avó. Mandou uma mensagem, disse que ia passar na casa dela.

Ela adorou a novidade, ficou esperando. Ele chegou, depois de 10 anos e um abraço de despedida, um novo abraço de saudade. Sentaram-se, conversaram como se nunca tivessem pedido o contato. Essa facilidade de comunicação que só os verdadeiros amigos tem. Conexão. Falavam sobre coisas que acontecem no cotidiano de todos, mas uma coisa era bem real, Viam a vida de outra forma, o que acontece diante das dificuldades e situações que a própria vida traz.

Sabiam que, muitas coisas haviam mudado, a vida havia percorrido inúmeros caminhos na vida dos dois, mas naquele momento, voltaram a adolescência, voltaram àquelas inúmeras noites em que ficavam a conversar até tarde, entendiam-se como se a ausência fosse apenas a de uma viagem de férias
.
De novo ele iria embora. Os afazeres e a nova vida o esperavam.
- Não demora 10 anos de novo para aparecer!
Ela pediu.

Ele disse que não, que voltaria logo. Prometeu que manteria contato, trocaram os telefones.

Ficou a saudade, mas ela sabia que, mesmo que não mantivessem contato, sempre seriam amigos, e sempre seria assim quando se encontrassem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu carinho...