Páginas

terça-feira, 16 de março de 2010

Segredo?

Alice resolveu naquele dia ir ao seu encontro. Não sabia muito bem o que esperar de Roberto.
encontrou-o a caminho de algum lugar que não quis dizer qual era. Ela olhou-o nos olhos profundamente e disse: 

- Precisamos conversar.
Ele, como sempre, suspirou. Deveria estar pensando: o que virá dessa vez... Ao invés de resmungar, apenas falou:
- Tudo bem.

Caminharam um longo tempo em silêncio, um silêncio profundo, até que ela disparou:
-Lembra que disse que estava interessada em um cara?
-Claro, você me falou isso semana passada. 

Roberto abaixou os olhos, triste, sempre amara Alice, nunca tivera coragem para lhe dizer...
Agora ela estava ali, restes a dizer o nome do cara que em segredo de amizade tinha confessado que amava... Ele pensava se iria aguentar ouvir sem reagir... 
Resolveu não perguntar, ficar em silêncio. Quem sabe ela desistia de falar, quem sabe ele conseguiria fugir daquela situação...
Alice quebrou novamente o silêncio:

-É você.

E num impulso ele a tomou nos braços, num beijo que parecia infinito.
Amavam-se em segredo, com medo de estragar uma amizade de anos e anos...
Agora poderiam viver como realmente eram: apaixonados. Não sabiam explicar ao certo como aquilo acontecera, mas agora...

Saíram de mãos dadas pelas ruas. Não precisavam mais de palavras.
Apenas amavam-se. O resto não importava. Não importava se duraria, não acreditavam no pra sempre há muito tempo... Apenas queriam viver o que a vida lhes presenteava naquele instante.
E por várias noites, amaram-se e dormiram de pernas entrelaçadas.

Marina Castro

2 comentários:

Deixe seu carinho...